Dar as boas-vindas ao gatinho no seu novo lar

É chegado o dia de dar as boas-vindas a um montinho de pelo e malandrice no seu novo lar. É um momento excitante, mas pode ser stressante para ambos se não estiverem bem preparados. Este artigo dá-lhe algumas sugestões importantes para assegurar que o gatinho se sente feliz no novo lar com a família que o acolhe

Preparação prévia

1. Ambiente seguro

  • • Os gatinhos são naturalmente curiosos, mas é provável que fiquem inseguros com a chegada ao novo lar, por isso, é importante criar um ambiente onde se sintam em segurança. A forma mais fácil de o conseguir é preparar uma ou duas divisões da casa onde se espere que o animal vá passar mais tempo, por exemplo, a cozinha ou a sala de estar.
  • • É natural que o gatinho queira ter um refúgio para se esconder; prepare uma cesta coberta ou uma simples caixa de cartão com uma manta ou cama confortável. Coloque a cesta num local onde o gatinho não seja incomodado e junte alguns croquetes para o recompensar por a usar.
  • • Barre o acesso a áreas onde o gato se possa esconder, correndo o risco de se assustar ou de ficar preso, por exemplo, debaixo de eletrodomésticos e armários ou atrás de sofás.
  • • Certifique-se de que todas as janelas e portas estão fechadas para que não se deem truques de fugas à ilusionista! Assim, também evita que o animal fique entalado numa porta a fechar-se ou caia de uma janela e sofra ferimentos graves.
  • • É absolutamente crucial pensar em todas as coisas potencialmente perigosas que podem suscitar a curiosidade do gatinho, por exemplo, tesouras, cordel ou outros objetos afiados. Mantenha todos esses objetos fora do alcance do animal.
  • • Por fim, preste atenção às plantas e outros materiais potencialmente tóxicos que são presença regular em qualquer casa. É muito fácil um gatinho curioso ser envenenado por mastigar uma planta tóxica ou por lamber umas gotas de um líquido de limpeza perigoso.

2. Equipamento

  • • É suposto o gatinho já saber usar a caixa de areia quando se instala na nova casa, caso contrário, não é difícil treiná-lo para o fazer. Tente obter o mesmo tipo de caixa de areia a que o gato está acostumado e coloque-a num local isolado onde ele não seja incomodado ao fazer as necessidades.
  • • É importante ter um bebedouro e um comedouro separados e não os colocar perto da caixa de areia. Não é higiénico nem apelativo para o gato comer junto à caixa de areia!
  • • É uma excelente ideia habituar o gatinho a ser escovado e tratado desde tenra idade. Para facilitar o procedimento, adquira escovas macias próprias para a pelagem dos gatinhos e inaugure uma rotina diária de escovagem, limpeza dos dentes (com dentífrico para felinos) e tratamento. Dessa forma, o animal sentir-se-á mais confortável com a inspeção das orelhas, olhos, boca, garras e cauda, entre outros. Os resultados positivos dessa rotina serão úteis quando tiver de ir ao veterinário, administrar medicação em casa ou aparar as garras.
  • • Um poste de arranhar é outro investimento básico para o seu gatinho. Ele vai adorar usá-lo para se esticar e afiar as garras. Há postes que incluem poleiros ou áreas para dormir levantadas do solo, onde o gatinho se vai sentir imensamente protegido.

3. Brinquedos

  • • Os melhores brinquedos para felinos são os que se assemelham a canas de pesca. Protegem os dedos do dono de ataques e proporcionam horas intermináveis de divertimento e exercício, permitindo ao gato canalizar os instintos predatórios de forma segura.
  • • As bolas também são um brinquedo adequado para ensinar o gato a brincar. Alguns gatinhos apreciam jogos de busca com bolas de papel amarrotado!
  • • Caixas vazias constituem outra fonte de entretenimento, podendo ser usadas para brincar às escondidas. Basta ter cuidado para o gato não ficar preso dentro da caixa.

Não ensine o gato a brincar com cordel ou fitas, já que existe o risco de engolir os fios e causar graves problemas de estômago que exijam uma cirurgia de urgência. Na mesma linha de precaução, todos os brinquedos devem ser maiores do que a boca do animal e suficientemente robustos para não se desmontarem, de forma a evitar o risco de asfixia ou deglutição acidental.

Por último, divirtam-se! Conhecer o seu gatinho e criar laços emocionais é provavelmente a melhor parte de ter um animal de companhia.

Pense como apresentar o seu novo gatinho aos outros animais de companhia

DESCUBRA O ALIMENTO PRO PLAN® PARA O SEU GATO