Cuidado oral dos gatos

O que é que o seu gato faria sem dentes? Os dentes são essenciais, não só para a mastigação, mas também para proteção contra atacantes, constituindo, por isso, equipamento precioso para os felinos! Infelizmente, os problemas dentários são extremamente comuns nos felinos, afetando 8 em cada 10 gatos com idade superior a três anos, sendo incrivelmente dolorosos e desagradáveis. Dado que, como a maioria das pessoas, os gatos não gostam de ir ao "dentista", o seu animal irá apreciar os esforços para preservar a saúde e a limpeza dos seus dentes. O ditado "é melhor prevenir do que remediar" é particularmente relevante no que respeita à saúde dentária. A escovagem regular e as dietas formuladas para manter uma dentição limpa são medidas de longe preferíveis às extrações de dentes e às limpezas no veterinário, sujeitas a anestesia geral.

Escovar os dentes

Os gatos podem ser treinados em casa para tolerar a escovagem dos dentes, desde que sejam abordados com paciência e cuidado redobrado. A recompensa do dono pelo investimento e esforço é preservar a dentição saudável do animal, mesmo na terceira idade. É necessário ter uma escova e um dentífrico especialmente concebidos para felinos, sendo que nunca se deve utilizar pasta de dentes normal, já que pode ser prejudicial para os gatos se ingerida.
É aconselhável introduzir o hábito de escovagem desde tenra idade, para que o gato se possa acostumar ao processo e interiorizá-lo como parte da sua rotina diária, assim preservando a limpeza dos dentes durante toda a vida.

Sinais de doença oral

Os sinais de doença oral ou dentária incluem mau hálito, gengivas avermelhadas, tártaro amarelo-acastanhado nos dentes e salivação excessiva. Quando a gengivite (inflamação das gengivas) ou o apodrecimento dos dentes é grave, os gatos podem até deixar cair a comida da boca, mastigar apenas para um lado e perder peso devido à incapacidade de se alimentarem. Alguns gatos podem não evidenciar quaisquer sinais (os gatos são peritos em ocultar doenças), no entanto, apesar de não parecerem doentes, pode existir de facto um problema. As complicações dentárias podem afetar outras partes do corpo devendo, assim, ser tratadas prontamente.

É importante examinar o interior da boca do gato regularmente para verificar se existem problemas, especialmente à medida que envelhecem. Leve o gato ao veterinário para realizar exames regulares, pelo menos uma vez por ano enquanto for um jovem adulto e duas vezes por ano depois de envelhecer. Se notar acumulação de tártaro nos dentes entre os exames médicos, marque uma consulta adicional no veterinário porque o problema não pode ser resolvido apenas com escovagem em casa. O veterinário pode recomendar um cuidado dentário especializado para remover dentes soltos ou estragados, bem como tratamentos para eliminação da placa ou do tártaro sem danificar a boca.

Produtos de cuidado oral e dentário

Alguns gatos não toleram a escovagem dos dentes, assim, em vez de provocar stresse ao animal (e ao dono) com métodos que não vão funcionar, peça ao veterinário conselhos sobre produtos alternativos que possa utilizar para manter os dentes do gato limpos. As alimentações secas são benéficas porque ajudam a raspar os dentes ao mastigar. A fórmula PRO PLAN Adult também contém aglutinantes de cálcio especiais, cuja ação comprovada ajuda a reduzir a acumulação de tártaro nos dentes. Encontram-se também disponíveis produtos mastigáveis que apresentam vantagens para a saúde dentária. Peça conselhos ao veterinário sobre as melhores opções para o seu gato.

Como posso melhorar a respiracao do meu gato

DESCUBRA O ALIMENTO PRO PLAN® PARA O SEU GATO