Os gatos devem tomar banho?

Considerando que os gatos são obcecados com a higiene, normalmente não precisam nem querem tomar banho! Contudo, nas raras ocasiões em que o gato se suje demasiado, ou se a pelagem entrar em contacto com óleo ou substâncias tóxicas, há algumas sugestões que ajudam a facilitar a experiência para o animal e para o dono!

Como dar banho aos gatos

Cubra o chão com um tapete antiderrapante (ou uma toalha). Encha a banheira com água morna suficiente para lavar o gato. Não encha demasiado a banheira porque, para além de assustar o gato, fica sujeito a mais água derramada por todo o lado. Use sempre um champô especializado sem químicos nem fragrância. Nunca use champô para humanos porque não se adequa aos diferentes níveis de PH dos felinos.

Quando o gato estiver na banheira, aplique uma pequena quantidade de champô e evite as áreas sensíveis, como as orelhas e os olhos. É mais fácil lavar uma só parte do corpo do que dar um banho completo ao animal, logo, concentre-se apenas na área contaminada ou suja. Se tiver de lavar o corpo todo do gato, ensaboe-o do pescoço até à cauda, sem esquecer a parte de baixo da barriga e as patas. Pode ser mais fácil tirar o gato da água para esse procedimento (sobre uma toalha, se necessário), já que alguns champôs medicados requerem um certo tempo de pose.

Após ensaboar, enxague cuidadosamente com o chuveiro ou um jarro de água morna, evitando os olhos e as orelhas. Esteja atento, após ser molhado, o gato vai sacudir o excesso de água com vigor. Pode depois secá-lo com uma toalha separada. Conclua o processo de secagem numa divisão aquecida e não deixe o gato sair para o exterior antes de estar completamente seco.

Dado que a maioria dos gatos tem medo de secadores de cabelo, evite a sua utilização, a menos que (como os gatos de exposição) o seu gato tenha sido habituado desde muito jovem a esse procedimento.

A hora do banho pode ser muito assustadora, logo, é importante dar muito encorajamento e mimos ao animal, sendo que as guloseimas são normalmente uma boa distração. Tente ter outra pessoa a ajudar. Se o gato ficar extremamente transtornado, não insista para não sofrer arranhões ou mordidelas. Seja cuidadoso e meigo e peça ajuda ao veterinário para os cuidados de banho essenciais. Se tiver mais do que um gato, lembre-se que o gato que tomou banho passa a ter um odor diferente. Essa diferença no odor corporal pode provocar conflitos entre os gatos. Um forma de contornar o problema é esfregar os outros gatos da casa com a mesma toalha utilizada para secar o gato que tomou banho. Assim ajuda a espalhar o novo odor e a pacificar as interações entre os animais.

Cortar as unhas

DESCUBRA O ALIMENTO PRO PLAN® PARA O SEU GATO