A perda do pelo nos gatos

A alopecia felina (perda do pelo) é rara nos gatos, mas pode ocasionalmente ocorrer e ser motivada por diversos fatores, sendo o mais comum o excesso de higiene da parte do gato (o que, por si só, pode indicar outro problema dermatológico ou de parasitas).

Causas e sintomas

A perda do pelo pode ser o resultado de infeções dermatológicas, como tinha ou infestações de parasitas. A alopecia é muitas vezes autoinfligida porque o gato lambe repetidamente as áreas afetadas por alergias ou infestações de pulgas, de forma a ver-se livre da comichão. Os gatos com articulações doridas podem arrancar o pelo da área afetada, sendo que os gatos que sofrem de stresse podem também lamber-se excessivamente como reflexo de um problema comportamental. O excesso de cuidados de higiene com a pelagem pode resultar num problema de vómito de bolas de pelo, que se acumulam no estômago porque o gato engole os pelos mortos. A perda de pelo pode igualmente ser provocada por problemas hormonais fora do comum, normalmente sem envolverem comichão. Algumas das causas da perda de pelo (como a tinha) são transmissíveis aos humanos e, apesar de a alopecia ser extremamente rara, não pode ser descurada nem desmerecer uma consulta no veterinário.

Exames

O veterinário terá de averiguar as causas da alopecia. Dado que as pulgas são uma causa comum de comichão resultando em perda do pelo, é possível que o veterinário recomende um tratamento contra esses parasitas. Caso o dono ou o veterinário suspeitem que o excesso de higiene e a resultante perda de pelo têm origem num problema comportamental, é necessário avaliar o estilo de vida do animal e tentar identificar possíveis fontes de stresse. Recomenda-se uma consulta com um dermatologista veterinário se a causa da alopecia for indeterminada.

Tratamento

A gestão da alopecia depende sempre da causa que lhe subjaz. Se o seu gato sofrer de pulgas ou de outros parasitas, o tratamento com antiparasitários constitui a linha de ação mais eficaz.

Remediar a doença de pele alérgica pode ser um desafio e a melhor opção é sempre o aconselhamento com um dermatologista veterinário. Caso a suspeita caia no excesso de higiene motivado por stresse, consultar um especialista comportamental veterinário pode ajudar a identificar a causa do stresse e fornecer conselhos sobre os métodos adequados de reduzir o impacto emocional. Se o excesso de higiene for o resultado de dor nas articulações, o veterinário pode receitar medicação analgésica e tratamento adequado.

Queda de pelo nos gatos: o que significa

DESCUBRA O ALIMENTO PRO PLAN® PARA O SEU GATO