Sarna felina: Os factos

A sarna felina é uma infestação de parasitas chamados ácaros (Sarcoptes ou Notoedres) na pele do gato. Não é comum nos gatos, contudo, quando ocorre, pode causar irritação intensa e prurido (comichão cutânea). As orelhas são frequentemente um ponto crítico de irritação.

Se acha que o seu gato pode sofrer dessa doença, telefone ao veterinário e marque uma consulta na clínica. O diagnóstico pode ser conduzido pelo veterinário, que examina e identifica os parasitas detetados nas raspagens de pele retiradas do gato. Se houver parasitas, podem ser tratados eficazmente com medicamentos do seu veterinário.

Escabiose

A sarna (também chamada sarna sarcótica por ser causada pelo parasita sarcoptes) é uma doença cutânea altamente pruriginosa. Quando os gatos são afetados, é muito provável que também sofram de uma doença subjacente que enfraquece as defesas do sistema imunitário.

A escabiose deve-se a um parasita que também pode afetar cães e humanos. A doença é altamente contagiosa e transmitida principalmente por contacto próximo, podendo também ser transmitida por instrumentos de higiene. Os abrigos e gatis podem ser uma fonte de infeção para os restantes animais.

As alterações cutâneas podem não estar relacionadas com o número de parasitas presentes, sendo que a reação alérgica ao parasita pode também induzir lesões cutâneas.

Deve suspeitar que o gato sofre de escabiose em caso de (i) manifestação repentina de prurido intenso, (ii) potencial exposição do gato a outro animal afetado, em especial raposas e cães e (iii) aparecimento de lesões cutâneas na parte ventral do peito, cotovelo e jarrete, bem como na extremidade do canal auditivo.

No caso da sarna felina sarcótica, mesmo que não sejam detetados parasitas, o diagnóstico não é invalidado. No entanto, ninguém melhor do que o veterinário para prescrever o tratamento adequado. Tenha em atenção que, devido ao aparecimento de estirpes resistentes de parasitas, o veterinário pode recorrer a um parasiticida específico cuja eficácia não se verifique noutros gatos em regiões diferentes.

Sarna notoédrica

A sarna notoédrica felina (também chamada escabiose felina) é uma doença bastante rara nos gatos. À semelhança da escabiose, trata-se de uma doença altamente pruriginosa, mas é provocada por outro tipo de parasitas, os Notoedres cati.

A doença é altamente contagiosa, geralmente por contacto direto, visto que o parasita apenas consegue sobreviver fora do hospedeiro (o gato) durante alguns dias.

A sarna notoédrica pode manifestar-se em gatos adultos e gatinhos.

As lesões cutâneas, provocadas por irritação e comichão intensas, geralmente surgem primeiro na extremidade da orelha, mas podem alastrar rapidamente ao focinho e pescoço. Ocasionalmente, as lesões podem aparecer nas patas e entre as pernas do gato.

Ao contrário dos cães com escabiose canina, os gatos com escabiose felina têm inúmeros parasitas que são facilmente identificáveis por um cirurgião veterinário nas raspagens das orelhas.

O veterinário é a pessoa indicada para realizar um diagnóstico diferencial das lesões cutâneas e confirmar se o gato realmente está infestado por parasitas ou sofre de outra condição, por exemplo, hipersensibilidade alimentar, infeção nos ouvidos, outro tipo de parasitas, alergias de contacto ou feridas resultantes de lutas, entre outras hipóteses.

A perda de pelo nos gatos

DESCUBRA O ALIMENTO PRO PLAN® PARA O SEU GATO