Dietas especiais para gatos

Cada gato é um caso único e alguns têm requisitos alimentares especiais, quer porque sofrem de uma condição clínica que pode beneficiar de alterações na dieta, quer porque o estilo de vida ou um metabolismo específico exigem uma combinação particular de nutrientes para se manterem de excelente saúde. Os tipos de dietas especiais para gatos incluem receitas para perda de peso e digestão sensível, bem como alimentos especificamente formulados para ajudar a gerir condições como diabetes ou problemas urinários ou dermatológicos.

Condições clínicas

Existe um manancial de investigação conduzida com vista à formulação de uma vasta gama de rações para gatos, especificamente concebidas para ajudar na gestão de diferentes problemas de saúde dos felinos. Cada dieta fornece um equilíbrio ideal de nutrientes totais, em simultâneo suprindo os requisitos alimentares especiais dos gatos acometidos por cada condição clínica específica. As dietas são disponibilizadas para ajudar na gestão do quadro clínico de gatos com insuficiência renal, doença do trato urinário inferior, problemas gastrointestinais, diabetes mellitus e doenças de pele como as alergias alimentares. Algumas dessas dietas apenas podem ser receitadas pelo veterinário, de modo a que o animal possa ser monitorizado de perto durante a implementação da dieta especial.

Gatos com excesso de peso

Aproximadamente um em cada três gatos adultos no Reino Unido sofrem de excesso de peso ou de obesidade. Na maioria dos casos, a causa é simples: demasiadas calorias consumidas e exercício insuficiente para as queimar.

Reduzir a ração não é uma solução livre de problemas, visto que os gatos ficam com fome e irritáveis, para além do risco de, com menos ração, não ingerirem a quantidade necessária de vitaminas e outros nutrientes. Ao invés, recorra a uma dieta especialmente formulada para que o seu gato perca peso mantendo-se saudável e bem alimentado. Estas dietas são também concebidas para reduzir os ataques de fome, o que ajuda o animal a sentir-se saciado por mais tempo. Para além de encorajar o exercício, outra prática muito importante é usar apenas guloseimas saudáveis com poucas calorias, por exemplo, croquetes que podem ser descontados da ração diária. A ajuda e o apoio do veterinário ou de um enfermeiro são preciosos no acompanhamento do programa de perda de peso do seu gato. Aconselhe-se com os especialistas sobre a manutenção de registos de peso regulares e procure saber se disponibilizam consultas especialmente dedicadas para gatos em rotinas de perda de peso.

Gatos que vivem dentro de casa

Qualquer gato que viva num espaço limitado tem menos oportunidades para se exercitar. Assim, é essencial assegurar que o seu gato otimiza todas as chances de fazer exercício, para tal contando com o seu envolvimento. A falta de exercício faz com que os gatos que vivem no interior tenham mais dificuldade em preservar uma condição física ideal.

As dietas especialmente formuladas, concebidas especificamente para gatos que vivem dentro de casa, têm geralmente mais proteínas e menos gordura, com ajustes adicionais de nutrientes destinados a manter o animal numa forma impecável.

Os gatos que vivem dentro de casa parecem sofrer maior incidência de bolas de pelo problemáticas do que os que vivem no exterior. Tal pode acontecer porque se lambem mais ou, simplesmente, porque no interior da casa é mais fácil reparar nas bolas de pelo produzidas. Muitas rações especialmente formuladas para gatos que vivem dentro de casa também incluem fibras adicionais, prebióticos e probióticos que promovem um estômago saudável e facilitam o trânsito das bolas de pelo através do sistema digestivo.

Alergias 

As alergias são um fenómeno raro nos gatos. A incidência de alergias ou intolerâncias alimentares nos animais de estimação é diminuta, estimando-se em 0,1 por cento no universo de gatos e cães. Contudo, quando ocorrem, as alergias podem ser um transtorno traumático e representar risco de vida.

A única forma rigorosa de diagnosticar uma verdadeira alergia ou intolerância alimentar consiste em levar a cabo um teste de eliminação de alimentos supervisionada pelo veterinário. Muitas alergias são desencadeadas por proteínas presentes num alimento, assim, o objetivo de um teste de eliminação de alimentos é determinar a proteína responsável pela reação adversa.

Problemas de alimentacao felina: o que precisa de saber

DESCUBRA O ALIMENTO PRO PLAN® PARA O SEU GATO