Como detetar a Gripe felina

A Gripe felina assemelha-se a uma constipação humana: provoca corrimento nasal, garganta dorida e olhos lacrimejantes. Outros sintomas possíveis incluem úlceras orais, dores musculares, febre e espirros. Os gatos com gripe perdem o olfato e, por isso, sentem-se menos motivados para comer, podendo ficar desidratados se não forem devidamente cuidados.

Ainda que não represente perigo de vida para os gatos adultos, a gripe felina pode ser fatal para gatinhos, gatos idosos e com problemas médicos subjacentes. A gripe pode também causar, a longo prazo, danos graves nos olhos (úlceras) e no nariz (rinite crónica), condições que podem degenerar em doenças crónicas. Muitos dos gatos que sofreram de gripe tornam-se portadores dos vírus, o que significa que, mesmo aparentando ser saudáveis, podem infetar outros gatos.

O que provoca a gripe felina?

A Gripe felina é normalmente provocada por dois vírus, o Calcivírus felino e o herpesvírus felino, no entanto, podem estar envolvidos na infeção outros vírus e bactérias. Os gatos infetados ou portadores libertam os vírus pela saliva, lágrimas e secreções nasais, que podem infetar diretamente outros gatos (através de espirros), ou sobreviver até uma semana no ambiente, nem sendo necessário o contacto direto com um animal infetado para ser contagiado. Felizmente, os humanos não podem contrair a gripe felina, e vice-versa.

Tratamento da gripe felina

À semelhança da gripe humana, não existem medicamentos específicos de uso comum para eliminar os vírus da gripe. Pelo contrário, grande parte do tratamento da gripe é de suporte e consiste em antibióticos destinados a tratar infeções bacterianas secundárias e, também, em assegurar o conforto do animal e a ingestão de quantidades adequadas de água e comida. Em alguns casos, é necessária a hospitalização para garantir o fornecimento de fluidos através de soro intravenoso, contudo, a maioria apenas requer cuidados em casa. Se o seu gato tiver gripe, isole-o do contacto com outros gatos para evitar o contágio. Faça os possíveis por manter os olhos e o nariz do animal limpos de secreções com algodão e solução salina. Incentive-o a comer com uma ração apetitosa de aroma acentuado.

Prevenção da gripe felina

Existem vacinas disponíveis contra ambas as causas virais da gripe felina e aconselham-se doses de reforço regulares. Também estão disponíveis vacinas contra as formas bacterianas da gripe felina. No caso dos gatos de criação ou de exposição, a necessidade da vacinação deve ser discutida com o veterinário. Infelizmente, a gripe felina é provocada por diversas estirpes virais, logo, como acontece com a gripe humana, não existe uma vacina 100% eficaz. Não obstante, a vacinação assegura ao gato a maior probabilidade possível de não contrair a doença e, assim, escapar a problemas de saúde a longo prazo.

Gatos com cio: Um manual