Porque é que o meu gato espirra?

Talvez no passado já tenha feito a pergunta "Porque é que o meu gato espirra?". Ainda que seja perfeitamente normal o gato espirrar ocasionalmente e não constitua motivo de preocupação, os espirros frequentes podem ser sinal de alarme. À semelhança dos humanos, espirrar é uma resposta normal à irritação nas vias nasais, a forma do organismo remover uma sensação de irritação do nariz. Se os espirros persistirem ou constatar outros sintomas, como corrimento nasal, secreções nos olhos ou tosse, é aconselhável marcar consulta no veterinário para avaliar a necessidade de tratamento.

Sintomas de espirros

O espirro é uma expulsão explosiva de ar através da boca e nariz. Por vezes, é acompanhado de um borrifo de descarga nasal. A descarga pode ser uma secreção ensanguentada ou, no caso de infeção, verde ou amarela. Muitas vezes, o espirro é o único sintoma do gato, podendo, no entanto, ser acompanhado de outros sinais que podem ajudar o veterinário a identificar a causa dos espirros. Descarga excessiva do nariz ou olhos, tosse ou espirros, apetite reduzido e fadiga constituem sinais de um gato que espirra persistentemente.

Causas dos espirros nos gatos

A causa mais comum para os espirros persistentes nos gatos é a infeção do trato respiratório superior, geralmente devido a infeções virais, como o herpesvírus felino e o calcivírus felino. Ambos os vírus são contagiosos entre os gatos, mas, felizmente, não são transmissíveis aos humanos. O stresse pode agravar os sinais de infeção ou aumentar a transmissão entre gatos. À semelhança das constipações e gripe nas pessoas, o tratamento é orientado para o controlo dos sintomas enquanto o gato combate a infeção. Por vezes, as infeções virais podem originar infeções bacterianas secundárias, que podem ser tratadas com antibióticos. Também podem ocorrer infeções fúngicas no nariz, mas são mais raras.

Ao contrário do que sucede com os humanos, as alergias não são uma causa comum dos espirros nos gatos, contudo, se o gato inalar alguma substância irritante, é possível que espirre. As substâncias potencialmente irritantes incluem o fumo de cigarro, areia com pó, perfumes, sprays de limpeza, bolor, pó, pólen ou até mesmo velas. Esteja atento à hora em que as crises de espirros ocorrem para tentar descobrir a sua causa; por exemplo, o gato espirra quando está a limpar a casa ou logo após mudar a caixa de areia?

As causas mais raras dos espirros persistentes podem incluir infeções nas raízes dos dentes que libertem secreções nas fossas nasais, corpos estranhos inalados, como pedaços de erva, ou até mesmo tumores nas vias nasais.

O que fazer

Certifique-se de que o gato é regularmente vacinado contra o herpesvírus felino e o calcivírus felino para ajudar a evitar essas infeções virais.

Se o gato apenas espirrar ocasionalmente e não precisar de acompanhamento, basta manter-se atento durante alguns dias e tentar perceber se existe um padrão para as crises de espirros. Se os espirros se tornarem mais persistentes, se o gato espirrar sangue ou apresentar outros sintomas, como descarga nasal excessiva, secreções nos olhos, fadiga, tosse, dificuldade em respirar ou recusa de comida, é necessário marcar uma consulta no veterinário com a maior brevidade possível. A maioria das causas é fácil de tratar e o gato deve sentir-se melhor dentro em breve.

Prevencao de constipacoes e doencas do seu gato

DESCUBRA O ALIMENTO PRO PLAN® PARA O SEU GATO