Sugestões de saúde nos gatos

É a ambição de todos os donos que os seus gatos se mantenham saudáveis e em boa forma; a pensar neles, compilámos uma lista de problemas de saúde comuns que podem afetar os felinos, bem como algumas sugestões sobre aspetos a ter em atenção durante a inspeção do corpo do animal. Se tiver preocupações com o animal, consultar o veterinário é sempre uma decisão sensata.

Prevenção de problemas de saúde

Diz-se que é melhor prevenir do que remediar, o que, de certa forma, se aplica aos gatos. É importante assegurar a vacinação regular contra maleitas comuns nos felinos, bem como administrar medicação preventiva de desparasitação a conselho do veterinário. Deve igualmente fazer os possíveis por escovar os dentes do gato com regularidade, de forma a preservar a saúde oral. Uma dieta de alta qualidade também ajuda a manter o seu felino preferido em excelente forma.

Condição física

O normal para um gato é que se sintam as costelas ao toque, podendo mesmo ser visíveis a olho nu, e que tenha uma ligeira camada de gordura a cobrir o corpo. Quando olha para o gato de cima, o ideal é ser visível uma saliência muito ligeira na barriga e a cintura ser bem definida.

Caraterísticas do focinho

Os ouvidos do gato devem estar sempre limpos, sem secreções castanhas espessas e cerosas. Também não deve existir vermelhidão, comichão ou cheiros desagradáveis.

Os olhos devem ser brilhantes e límpidos, sem sinais de corrimento, vermelhidão ou sensibilidade à dor. Normalmente, não é necessário limpar as orelhas do gato, no entanto, se tiver de o fazer, use um pano de algodão humedecido nas áreas visíveis. Sob pena de causar ferimentos graves no tímpano, nunca introduza qualquer tipo de objeto no canal auditivo.

O nariz do gato no estado normal deve ser suave e húmido ao toque. Um nariz saudável não deve ter crostas, secreções ou hemorragias.

Cuidados com a boca

O mau hálito pode ser um indicador de problemas gástricos ou renais subjacentes. O mais comum é apontar para a existência de bactérias ou placa nos dentes ou gengivas, o que pode levar ao apodrecimento dos dentes e a doença das gengivas.

Os dentes devem ser brancos sem excesso de tártaro e as gengivas devem ter uma coloração rosada saudável (ou pretas, consoante a pigmentação natural da pele). É de averiguar a causa de quaisquer sinais de vermelhidão, inchaço ou sangramento. Peça ao veterinário para demonstrar como escovar os dentes do gato. As escovagens regulares com um dentífrico veterinário especial e uma escova macia ajudam a manter saudáveis os dentes e as gengivas do gato.

Pele e pelagem

Consoante os pigmentos caraterísticos da raça, a pele do gato pode ser rosada ou preta e a pelagem deve ser espessa (conforme a raça) e brilhante, sem pelos espigados, peladas, caspa ou pulgas. Os gatos podem largar pelo durante todo o ano, mas a queda é mais frequente no verão e no outono.

Comer e beber

Não é hábito os gatos beberem muitas vezes (antes procuram água em fontes fora do comum), mas é fundamental ter sempre à disposição do animal um bebedouro cheio de água limpa. Escolha um bebedouro de cerâmica ou metal (os bebedouros de plástico podem deixar travo na água, desmotivando o gato a beber mais.) . Outra boa sugestão é usar uma gamela suficientemente larga para assegurar que os bigodes do gato não roçam nos rebordos ao beber.

Os gatos podem ser esquisitos relativamente à comida, mas é importante ser perseverante quanto à ração equilibrada de boa qualidade que escolhe para o seu animal. A maioria dos felinos eventualmente aceita o que lhe dão para comer.

Para alguns gatos, é normal regurgitar comida e vomitar bolas de pelo, contudo, vómitos regulares podem estar associados a uma série de problemas gástricos ou de doenças sistémicas. Assim, se verificar um quadro de vómitos, não hesite em consultar o veterinário. As fezes devem apresentar uma textura sólida e uma cor castanha consistente e espera-se que a evacuação não exija esforço nem contenha sangue ou muco.

Se o gato urinar com frequência ou se, por outro lado, se esforçar por urinar e defecar sem resultados, provavelmente existe um problema no trato urinário inferior. Se detetar sangue na urina do gato, contacte de imediato o veterinário. De igual modo, se um gato macho não conseguir urinar, leve-o imediatamente ao veterinário pois pode tratar-se de uma obstrução no trato urinário, o que constitui um caso de emergência.

Estados emocionais

Os gatos são peritos em ocultar as maleitas, mas, regra geral, evitar o contato humano deve ser considerado um sinal de alerta. Tal como as pessoas, todos os gatos são diferentes e alguns são naturalmente mais tímidos, logo, é crucial estar atento a alterações no comportamento normal do seu animal. Os gatos doentes podem começar a urinar em locais estranhos ou aparentarem uma agressividade sem razão de ser. Mantenha-se atento, já que os gatos são peritos em ocultar doenças, sendo as alterações de humor bons indicadores de problemas.

Queixas comuns que afetam todos os gatos

DESCUBRA O ALIMENTO PRO PLAN® PARA O SEU GATO