Esterilização dos gatos: Quais os motivos para o fazer e que expetativas pode ter?

A esterilização é uma das decisões mais importantes a tomar para ser um dono responsável.

Os benefícios da esterilização

A esterilização dos gatos comporta muitos benefícios. Em primeiro lugar, evita o risco de gravidez indesejada e ajuda a reduzir os números de gatos selvagens e vadios. Para além disso, reduz o risco do gato desenvolver doenças específicas e caraterísticas comportamentais antissociais.

1. Benefícios físicos

  • • A esterilização do gato elimina o risco de doenças dos ovários e/ou do útero, incluindo cancro, piometria, ovários policísticos e metrite. Diminui igualmente o risco de doenças provocadas por hormonas (como o cancro da mama e a falsa gravidez).
  • • Nos machos, a esterilização elimina o risco de doenças testiculares, incluindo o cancro, e diminui o risco de doenças provocadas pela testosterona (prostatite, adenomas perianais, hérnias perianais e hiperplasia prostática benigna).
  • • Em ambos machos e fêmeas, a esterilização evita também a disseminação de doenças herdadas geneticamente e a frustração sexual.

2. Benefícios comportamentais
A esterilização provoca uma diminuição na produção das hormonas sexuais estrogénio, progesterona e testosterona. Apesar de continuarem presentes, o nível é significativamente reduzido, o que apresenta efeitos repercutidos no comportamento.

  • • Nos gatos macho, a esterilização diminui a probabilidade de ocorrer marcação de território com urina e outros comportamentos territoriais, incluindo lutas com outros gatos. Reduz igualmente a propensão para se afastarem
  • • Nos gatos fêmea, a esterilização pode reduzir um interesse aumentado em gatos domésticos machos, bem como a propensão para afeição ou agressão excessivas.

Quando esterilizar

O veterinário irá aconselhá-lo sobre a melhor altura para proceder à esterilização, contudo, é geralmente realizada por volta dos 6 meses de idade, antes do animal atingir a maturidade sexual. No entanto, consoante o país em que resida e a recomendação do veterinário, pode ser realizada tão cedo quanto as 8 semanas.

A cirurgia

A esterilização de um gato macho chama-se castração e implica a remoção de ambos os testículos. Num gato fêmea o processo chama-se esterilização e implica a remoção de ambos os ovários, sozinhos ou em conjunto com a remoção do útero.

Apesar da esterilização ser uma cirurgia séria, é considerada de rotina e o risco de complicações é reduzido. Normalmente, o gato regressa a casa no próprio dia após uma cirurgia bem-sucedida, podendo, ou não, apresentar pontos visíveis.

O pós-operatório

Tente manter o gato dentro de casa durante pelo menos 3 dias no pós-operatório, de forma a minimizar o risco de infeção e a controlar a área operada. Se reparar em alguma vermelhidão, inchaço ou secreções fora do comum em torno da ferida, tanto em machos como em fêmeas, é importante contatar o veterinário de imediato.

Os gatos macho geralmente não levam pontos após a cirurgia e, apesar de poderem ficar um pouco sonolentos nas primeiras 24 horas, tendem a voltar rapidamente aos seus comportamentos habituais.

Os gatos fêmea podem demorar um pouco mais a recuperar, dado que a intervenção cirúrgica é de natureza mais complexa. O mais importante para uma boa recuperação e para garantir que os tecidos corporais saram adequadamente é manter o animal relativamente imobilizado nos primeiros dias e impedi-lo de saltar para cima de superfícies e objetos.

Nutrição

No pós-operatório, é igualmente crucial alimentar o gato com uma dieta nutritiva de alta qualidade, dado que o organismo precisa de nutrientes para sarar e recuperar efetivamente. Logo que o gato tenha recuperado inteiramente, também é importante pensar em mudar de uma dieta altamente calórica própria para gatinhos para uma dieta de manutenção de menor valor calórico, visto que os gatos esterilizados apresentam maior risco de aumento de peso. Tal está associado a um estilo de vida mais sedentário e é motivado pela combinação de menores requisitos energéticos (incluindo a diminuição das atividades sexuais) e apetite aumentado. Ambas as alterações são orquestradas pela produção e secreção diminuídas das hormonas sexuais.

Saúde urológica felina

DESCUBRA O ALIMENTO PRO PLAN® PARA O SEU GATO